terça-feira, 6 de dezembro de 2011

VALEU

Ando pensando em o que pensar:
Filosofia, politica, artes, futebol, sexo, banalidades afins...

Pensando sobre a beleza da vida.
Dos sabores, dos amores, dos gozos, da briza suave, do suor do esforço, do riso de criança...

Sobre os disabores, dos momentos ruins, da lágrima derramada que sofrida percorre o rosto. Em o que poderia ter feito e não fiz, do que fiz e que poderia fazer diferente, dos diferentes pontos de vista que até pouco tinha e deixei de ter...

Das coisas como elas são, ou que não são, ou deixaram de ser em algum momento, em alguma esquina da vida que batido não vi...


De tanto pensar percebi o óbvio! que a vida é um constante vai-e-vem,
Que é tão ciclico os momentos, fortes feito gravetos ao leu...

E talvez seja essa a graça de viver!
Se lançar sem saber aonde vai dar, ou programar um cais, porém, ter a coragem de buscar um novo porto seguro.

Sabendo beber do mel e do feu da vida e então entender e poder, na hora da morte, olhar para trás e num ultimo suspiro gritar forte com todos os pulmões: valeu!

4 comentários:

Camila disse...

Daniel, de todos os tempos, acho que você é meu leitor mais assíduo. Vc some um tempão, mas sempre aparece. Com seus comentários breves, é sempre objetivo e atencioso. Obrigada pela sua atenção. Quem escreve, o faz por querer ser lido. Lendo meu blog, vc me faz feliz. Gostei da casa, nova. Do nome do blog e sua sinceridade: Registro Geral. Afinal, blogs não são assim? Subjetivos Registros Gerais ?
Tudo de bom pra vc!
"Vastas Emoções..." sempre de braços abertos pra vc!

http://vastasemocoes.blog.com
Pan/Camila

Valdeir Almeida disse...

A graça da vida está nisso também: não se apegar só ao que está na agenda. Transgredir cronogramas, desafiar o mundo. Só assim nossa mente estará livre para pensar, mesmo que não pensemos nada, porque o pensamento para a criação surge no momento apropriado, quando não pensamos em pensar.

Gostei do seu blog. vim aqui por acaso, através do seu comentário no Sakuxeio. Acaso pensante (rsrs).

Abraços.

Sonia Pallone disse...

Daniel, sempre bom te ver, te rever, saber que em algum lugar, você está marcando seus passos e registrando sua personalidade marcante.
te gosto, cara!!! muito mesmo. Beijos.

J. Neto disse...

Sim, as vezes, faz bem não programar nada. Não ser aquele cara possessivo, rigoroso e objetivo demais na vida. As vezes, faz um bem danado se deixar levar. Se deixar flutuar. Melhor ainda quando encontramos só "flores perfumadas" em nosso caminho... :)

Curta a vida com intensidade, amigo. Eu fiz muito isso (e ainda faço), e não me arrependi.

Abração!